Tipo de Cor RGB e CMYK. Qual a diferença?

Ao comprar qualquer produto gráfico você pode se deparar com esses termos: tipo de cor RGB ou CMYK. Portanto, é importante saber do que se tratam, não acha?

Tipo de cor RGB, as cores que vemos na tela

Mistura de cores do tipo RGB
Mistura de cores RGB

O tipo de cor RGB é a abreviatura de um sistema de cores aditivas em que o Vermelho (Red), o Verde (Green) e o Azul (Blue) são combinados de várias formas de modo a reproduzir um largo espectro cromático. O propósito principal do sistema RGB é a reprodução de cores em dispositivos eletrônicos como monitores de TV e computador, bem como em retroprojetores, scanners e câmeras digitais, assim como na fotografia tradicional. Em contraposição, impressoras utilizam o modelo CMYK de cores subtrativas.

O modelo de cores RGB é baseado na teoria de visão colorida tricromática, de YoungHelmholtz, e no triângulo de cores de Maxwell. O uso do modelo RGB como padrão para apresentação de cores na Internet tem suas raízes nos padrões de cores de televisões RCA de 1953 e no uso do padrão RGB nas câmeras Land/Polaroid, pós Edwin Land.

Tipo de cor CMYK, as cores usadas na impressão

Mistura de cores do tipo CMYK
Mistura de cores CMYK

O tipo de cor CMYK é a abreviatura do sistema de cores subtrativas formado por Ciano (Cyan), Magenta (Magenta), Amarelo (Yellow) e Preto (Black (Key para não confundir com o B de “Blue” no padrão Hi-Fi com RGB)).

O CMYK funciona devido à absorção de luz, pelo fato de que as colorações que são vistas vêm da parte da luz que não é absorvida. Este sistema é empregado por imprensas, impressoras e fotocopiadoras para reproduzir a maioria das cores do espectro visível, e é conhecido como quadricromia. É o sistema subtrativo de cores, em contraposição ao sistema aditivo, o RGB.

Ciano é a cor oposta ao vermelho, o que significa que atua como um filtro que absorve a dita cor (-R +G +B). Da mesma forma, magenta é a oposta ao verde (+R -G +B) e amarelo é a oposta ao azul (+R +G -B). Assim, magenta mais amarelo produzirá vermelho, magenta mais ciano produzirá azul e ciano mais amarelo produzirá verde.

Inclusão do preto em CMYK

Ao se misturar os três canais coloridos é possível obter a cor preta, porém esta não é uma boa prática. A presença do canal K (Black) em separado se deve aos seguintes motivos:

  • O preto que se cria misturando os três pigmentos primários não é puro, devido às impurezas encontradas neles;
  • Empregar 100% das tintas ciano, magenta e amarelo produz uma camada que, dependendo do tipo de papel, pode não secar ou ainda romper a folha se muito fina;
  • Os textos imprimem-se geralmente no preto pois incluem detalhes muito finos que seriam complicados de conseguir mediante a superposição de três tintas;
  • O pigmento preto é o mais barato de todos, razão pela qual criar preto com três tintas seria muito mais caro, o que aumentaria o preço para os clientes.

Limitações do CMYK

A amplitude do espectro cromático do sistema CMYK limita a reprodução realística de cores.

O processo de quatro cores não consegue reproduzir determinadas cores vistas pelo olho humano ou reproduzíveis pelo sistema RGB. É por isso que, às vezes, você pode receber um produto e perceber uma leve diferença na tonalidade de cor. Isso não é um erro de impressão, é um comportamento esperado e nossos termos de compra mencionam esse detalhe importante.

Isso não chega a ser um problema na maioria das aplicações práticas da quadricromia, mas é um obstáculo quando se deseja a reprodução de cores exatas. Tons específicos de céu, de água ou a cor de determinada marca corporativa, por exemplo, podem não sair exatamente como apareceram na tela. Entretanto isso não compromete o resultado final, que continua satisfatório.

Como isso pode afetar minhas compras?

A grande maioria das gráficas utiliza a impressão de quatro cores (CMYK) para oferecer um produto de qualidade e preço razoável, como é o caso da MMGrafika.com. É importante que o comprador esteja ciente que pode haver uma pequena variação na tonalidade das cores, principalmente ao se usarem cores mais fracas. Porém, o resultado final e a qualidade de impressão ficam satisfatórios e muito próximos do que é visto na tela, não impedindo de divulgar sua mensagem e causar impacto desejado nos seus clientes.

Resumindo: a forma como vemos as cores na tela do computador ou celular é do tipo RGB. Na impressão de materiais gráficos é utilizado o tipo de cor CMYK. Devido às muitas diferenças existentes entre marcas de aparelhos e níveis de brilho da tela, nem sempre o material impressão vai ficar exatamente como vemos na tela. Porém, o resultado final é satisfatório e atinge seu objetivo.

Comentários ou dúvidas? Deixe seu recado abaixo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site usa cookies para otimizar sua experiência. Por usar este website, você aceita nosso uso de cookies.
Ir para o conteúdo principal?